8.7.08

E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada
-Manuel Bandeira

3 comentários:

Dani disse...

só pra lembrar que eu passo por aqui sem deixar rastro.
drummond é foda. em todos os sentidos.

Taciana disse...

ANIMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAL!
ISSO É MANUEL BANDEIRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
porra, Débora!
e pra completar, Dani concorda que é Drummond no comentário acima ¬¬'

Débora Cabral disse...

foi um lápso, já consertei =~~ acho que eu pensei que tava postando poema de sete faces =P (aqui eu poderia escrever "soneto de fidelidade" e meu queimar mais ainda =P)